No primeiro semestre, vereadores aprovaram mais de 300 projetos; número de indicações aumentou 69%
15 de julho de 2022

Relatório do primeiro semestre de trabalhos legislativos deste ano mostra que o número de indicações de melhorias feitas pelos vereadores aumentou 69% em relação ao mesmo período do ano passado. De fevereiro a julho de 2021, os parlamentares fizeram mais de 11,5 mil indicações. Já neste ano, o número saltou para 19,5 mil. O balanço do período foi lido durante a sessão desta quinta-feira (14) pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão.

“Quero parabenizar todos os vereadores, que estão se empenhando e trabalhando bastante. Os números são grandes, o parlamento trabalhou muito bem. Que continuem se empenhando. Mesmo trabalhando bastante, temos muitos problemas para serem resolvidos. Vamos continuar fazendo isso: é nosso papel, fomos eleitos para trabalhar, olhar pelo povo e pensarmos no coletivo”, disse o parlamentar.

O número reflete o trabalho de aproximação feito pelos vereadores com a comunidade. Neste primeiro semestre, a Casa realizou cursos de capacitação para lideranças comunitárias e disponibilizou uma sala para que líderes e conselheiros de bairros pudessem fazer suas reivindicações de melhorias. 

“Muitos munícipes não conheciam o papel do Legislativo e estamos trazendo eles para dentro da Casa, capacitando líderes comunitários e nossos funcionários. Quem ganha é a cidade, que tem um munícipe mais preparado para fazer as reivindicações e atender a sua cidade”, completou.

Além disso, as duas sessões comunitárias realizadas, na Vila Nasser e no Coophavila II, garantiram mais facilidade para os cidadãos, que puderam cobrar por mais atenção do poder público em suas regiões. Melhorias na saúde, educação, sinalização de trânsito, cascalho, troca de lâmpadas e asfalto foram indicações rotineiras feitas pelos parlamentares após pedidos da população.

Mais de 300 projetos aprovados – O relatório mostra ainda que o número de projetos aprovados em plenário também teve aumento expressivo: enquanto no primeiro semestre de 2021 foram 190 propostas, este ano 308 passaram pelo crivo dos vereadores, entre projetos de lei, de decretos e resoluções, tanto do Executivo, como do Legislativo, o que representa um aumento de 62% de proposições no período.

Entre fevereiro e julho deste ano, os vereadores realizaram 42 sessões ordinárias e uma extraordinária não-remunerada. Nelas, 19 representantes da sociedade civil organizada usaram a Tribuna no Grande Expediente para falar de assuntos pertinentes. 

Foram ainda 20 audiências públicas, que discutiram diversos temas, como educação, saúde, segurança, meio ambiente e trânsito. A Casa também recebeu 178 ofícios e expediu outros 1.944 para diversos órgãos. Outros 12 requerimentos de informações foram enviados.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

0 comentários