Junior Coringa afirma que cidade perde sem o aplicativo municipal de transporte
28 de julho de 2022

Prefeita vetou totalmente iniciativa do vereador Junior Coringa

O Vereador Junior Coringa (PSD) afirmou nesta manhã que foi surpreendido hoje, através da imprensa, com a notícia de que o Projeto de Lei 10.484/2022 de sua autoria foi vetado pelo Executivo Municipal.

O projeto tem como intuito melhorar as condições de trabalho dos motoristas de aplicativo através de cooperativas que pagariam 95% das corridas a eles, além de possibilitar que eles saiam das garras dos aplicativos estrangeiros. E para os passageiros, as consequências imediatas seriam o fim dos cancelamentos de corridas e mais opções de aplicativos disponíveis.

“Campo Grande será pioneira e referência nacional no transporte de passageiros, construímos este projeto com audiência pública, ouvindo a população, minha intenção como defensor do povo, dos trabalhadores era garantir que motoristas e passageiros ganhassem com esta iniciativa, geração de emprego, melhores condições de trabalho, vamos conversar com a Câmara na volta do recesso e lutar pela manutenção deste veto, tenho certeza que Campo Grande irá perder sem este projeto”, destacou Coringa.

A prefeita Adriane Lopes (Patriota) vetou totalmente o projeto de lei 10.484/22, de autoria do vereador Júnior Coringa (PSD), que previa a criação de uma Cooperativa Municipal de Motoristas de Aplicativos e a criação do Aplicativo Municipal de Mobilidade Urbana de Campo Grande. O veto publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (28) alega vício de iniciativa e inconstitucionalidade do projeto.

0 comentários