Artista de renome nacional realiza ação de conscientização sobre autismo em shopping da capital 
6 de agosto de 2022

Mural multi-colorido fica ao lado das vagas exclusivas de estacionamento

Estima-se que 2 milhões de pessoas no Brasil tenham algum grau de autismo, de acordo com o CDC (Center of Diseases Control and Prevention), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos. Entre crianças, a proporção pode ser de 1 a cada 44 indivíduos. Mas este número pode ser ainda maior, pois o diagnóstico é impreciso e não existe um exame genético capaz de afirmar a incidência do transtorno. Nem mesmo se sabe quais as causas que fazem o cérebro de um autista se comportar de maneira diferente da habitual. 

Por isso, mais do que nunca se faz necessária a conscientização a respeito do tema. Desmistificar tabus e propagar informações úteis a respeito do assunto podem levar a mais conhecimento e menos preconceito. 

Este é o objetivo do artista Dan, campo-grandense conhecido nacionalmente por sua street art. Cantores como Gloria Groove e Projota já utilizaram seu material em clipes e peças artísticas, além de estampar revistas como a GQ Magazine. Atualmente, Dan tem um projeto muito mais nobre: chamar a atenção para o autismo. 

Em julho, o Shopping Campo Grande decidiu reservar, além das vagas destinadas à deficientes, que incluíam os autistas, outras duas vagas de estacionamento na garagem coberta exclusiva aos autistas. Os veículos devem possuir identificação, semelhante ao que já acontece para idosos e deficientes físicos. O local foi sinalizado com uma arte exclusiva do artista Dan para elaborar um painel em toda a área que circunda as vagas reservadas. 

“Só o convite do shopping para mim já foi muito importante. Trabalhar com um painel aqui dentro já foi muito especial, mas quando fiquei sabendo que tinha um tema, e que esse tema era falar sobre o autismo, eu fiquei bem empolgado”, revela Dan. Ele pesquisou sobre a simbologia, inseriu sua identidade visual e o resultado é de tirar o fôlego. Uma criação multicolorida que remete à pluralidade de características apresentadas por quem está no espectro. 

Para a gerente de marketing do Shopping Campo Grande, Ana Paula Faustino, as vagas específicas têm o objetivo de chamar a atenção de quem passa para refletir sobre o tema, além de procurar desmistificar o preconceito sofrido por quem tem o transtorno autista. “O colorido da vaga captura o olhar, e a partir dele imediatamente fazemos uma reflexão sobre o que ele significa, que um autista pode – e deve – ser inserido na sociedade e desfrutar de todos os direitos e deveres”. 

A pessoa com TEA é deficiente de acordo com a lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012, que definiu o Transtorno do Espectro Autista (TEA) como uma deficiência, além de ampliar para as pessoas autistas todos os direitos estabelecidos para as pessoas com deficiência no país.

Portanto, os autistas têm direito à vaga especial no estacionamento público ou privado, mesmo que não sejam os condutores do veículo. Para utilizar essas vagas é necessário fazer o Cartão DEFIS, emitido pela autoridade de trânsito.

Quem tem direito ao cartão pode iniciar o processo pela internet, nos sites da Agetran (www.agetran.ms.gov.br) e do Detran (www.detran.ms.gov.br). 

É possível conferir mais trabalhos do artista no instagram @bydan_art e @galeriameiasete

0 comentários